O que causa o envelhecimento da pele?

O envelhecimento da pele tem dois motivos principais. Chamamos de envelhecimento intrínseco, ou envelhecimento cronológico, o processo decorrente da passagem do tempo que acompanha o que ocorre também com outros órgãos.

Com o passar dos anos, as células diminuem sua capacidade de renovação. Há também a queda na produção das fibras de colágeno e elastina, que dão firmeza e elasticidade à cútis.

A pele perde elasticidade e se torna mais fina e flácida. Surgem rugas e ocorre atrofia muscular em algumas regiões.

A menor atividade das glândulas sudoríparas ressecam a pele, e a diminuição da microcirculação sanguínea reduz sua vitalidade e luminosidade. As contrações faciais que realizamos diariamente marcam a epiderme na forma de linhas finas e rugas de expressão. O processo de envelhecimento cronológico acentua as rugas de expressão. Todos esses processos se acentuam conforme o tempo passa.

Já o envelhecimento extrínseco é provocado principalmente pelos fatores ambientais que interagem pele, como a poluição, o tabagismo, o consumo exagerado de álcool.

Dentre esses fatores, o que mais contribui para o envelhecimento é a exposição aos raios ultravioletas (radiação UV) emitidos pelo sol e por fontes artificiais. Assim, o envelhecimento extrínseco também é conhecido como fotoenvelhecimento.

Ao penetrar a derme, os raios ultravioletas danificam as fibras de colágeno e agridem o DNA da pele. Na juventude, o organismo consegue corrigir naturalmente as alterações provocadas pelo sol. Porém, na maturidade já não é mais possível reverter esses danos. Conforme o tempo passa, surgem rugas, manchas e lesões pigmentadas.

A exposição à radiação UV tem efeito cumulativo. Os danos causados pelos excessos cometidos na infância e adolescência serão percebidos muito tempo depois.

Outro fator ambiental associado ao envelhecimento pele são os radicais livres, moléculas instáveis produzidas naturalmente pelo corpo durante o processo de queima de oxigênio, que tendem a se associar rapidamente a outras moléculas de carga positiva e oxidar. Quando em excesso, as moléculas podem provocar problemas de saúde e acelerar o envelhecimento.

Alguns fatores que contribuem para a produção de radicais livres:
• Consumo excessivo de álcool
• Estresse
• Poluição
• Cigarro
• Alimentos industrializados ricos em gorduras saturadas
• Radiação UV

Como se trata de um processo inerente à passagem do tempo, não é possível interromper o envelhecimento da pele. No entanto, a Dermatologia apresenta diversas medidas que ajudam a prevenir e retardar esse processo, bem como tratamentos que ajudam a atenuar os sinais de envelhecimento.